Triciclo Holly, Jornal Meia Hora

  • 0
meia hora trike triciclo

Triciclo Holly, Jornal Meia Hora

Triciclo Holly Trikes no Jornal Meia Hora.

O jornal Meia Hora publicou uma matéria sobre o Salão Moto Brasil que acontecerá no período de 28 a 31/1/16:

”  Outra marca presente no Salão Moto Brasil vai ser a Holly Trikes, que transforma a motocicleta Harley Davidson em um triciclo de suspensão independente. Eles são o unico fabricante que comercializa no país esse triciclo totalmente legalizado. O tempo de montagem  do triciclo é de 60 dias e o valor varia de R$45 a R$60 mil reais.”http://www.facebook.com/hollytrikes


  • 1
hudson o globo 2

Triciclo Holly Trikes – Matéria no Jornal O Globo

Engenheiro cria projeto de adaptação de Harley-Davidson em triciclo

Iniciativa, pioneira no país, surgiu depois de uma viagem aos EUA em 2011

por Thalita Pessoa

NITERÓI — Em visita aos Estados Unidos, em 2011, o engenheiro mecânico e motociclista Hudson Costa Santos observou algumas Harley-Davidson adaptadas como triciclo. Na volta ao Brasil, resolveu desenvolver um projeto que permitisse que a sua Touring, modelo de luxo da marca, ano 2012, também voasse sobre as três rodas. Foram seis meses de projeto e um ano de espera até que o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) desse o sinal verde para o veículo recriado por ele ir às ruas.Depois disso, Santos abriu a Holly Trikes, tornando-se o único fabricante do país que comercializa o produto, fruto da transformação veicular de Harley em tricilclo no estilo Triglide, totalmente legalizado. Por conta disso, estará presente no Salão Moto Brasil 2016, que será realizado de 28 a 31 deste mês, no Riocentro.

— A minha moto foi a que serviu de cobaia para o projeto, que se aproveitou de peças automotivas, porque elas eram as que melhor se adaptavam à proposta. E, considerando-se a quantidade de buracos que há em nossas ruas e estradas, fiz questão de criar uma estrutura com suspensões independentes. Sobre essa estrutura, montamos um chassi de fibra de carbono — diz ele, que, desde o fim de 2014, quando montou a oficina, já adaptou cinco Tourings, único modelo com o qual trabalha.

Da traseira original da moto, ele aproveita os bancos em couro com alto-falante e o porta-bagagem, normalmente usado para comportar dois capacetes. Este último fica apoiado sobre o chassi criado por Santos, que tem um porta-malas. O tempo para montagem é de 60 dias, em média, e o valor varia entre R$ 45 mil e R$ 50 mil — o que representa cerca de 50% do valor da moto recém-saída de fábrica, cujo custo flutua entre R$ 80 mil e R$ 103 mil.

OFICINA EM PENDOTIBA

Para receber o aval do Denatran para o projeto, o engenheiro teve de seguir as determinações da legislação de transformação veicular, submetendo documentação e resultados de testes de frenagem.

— Como aumentamos o peso do veículo, a única desvantagem notada é sobre a velocidade máxima que pode ser atingida. Com os 70 quilos a mais incorporados à Harley, em vez dos 170km/h, chega-se a 150 km/h — explica ele.

Todo o trabalho é feito em uma oficiana criada em meio ao local de montagem de elevadores residenciais para cadeirantes, negócio que deixou de herança e que hoje é tocado pelos filhos, em Pendotiba. Hoje com 65 anos, Santos vê com entusiasmo um possível recomeço profissional nascido a partir de um hobby.

— Sou motociclista desde os 20 anos, quando comprei minha primeira moto, que sequer andava. Praticamente morava na oficina do meu pai, onde aprendi a mexer no veículo. Na época, não tinha dinheiro para comprar uma nova, então adquiri esta usada e a consertei. Mas ter uma Harley Davidson é realmente diferente, porque não é só ter uma moto, é ser introduzido em um estilo de vida. Eu me casei com ela — afirma, sem qualquer sombra de dúvida.

A Holly Trikes é um dos 80 expositores do Salão Moto Brasil, cuja edição deste ano contará com mais de 120 marcas.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/bairros/engenheiro-cria-projeto-de-adaptacao-de-harley-davidson-em-triciclo-18412239#ixzz3wTwM0iut
© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/bairros/engenheiro-cria-projeto-de-adaptacao-de-harley-davidson-em-triciclo-18412239#ixzz3wTt9LCC8
© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.


  • 1
triciclo

TRICICLO HOLLY TRIKES – O RELATO DO PILOTO

 

Aprendendo a viajar em três rodas, comprei um triciclo.

 

O Triciclo e motocicletas são adequados para qualquer idade, há quem diga que as motocicletas se adaptam melhor ao espírito dos mais jovens, principalmente aos mais ousados, mas quando a juventude se vai, os reflexos do piloto se tornam mais lentos, a agilidade também, não é novidade para ninguém, a conseqüência disso podem ser eventuais erros de pilotagem que comprometem a segurança, podendo até causar acidentes.

Pilotar uma motocicleta exige coordenação de movimentos de corpo e membros, ações como frear a dianteira, frear a traseira, ambas simultaneamente ou separadamente, calcular a velocidade para fazer tomadas de curva, inclinação, aprender jogo de corpo, são habilidades que se adquirem e aprendem com tempo, o subconsciente humano com o tempo registra tudo sobre pilotagem da moto tornando-a quase automática.

Após anos pilotando motocicletas, ao passar para o triciclo, é comum sentir uma grande diferença, em alguns casos o piloto não consegue inicialmente sair do zero, é necessário repensar os movimentos, e romper o paradigma da pilotagem da moto no subconsciente reforçando que agora, trata-se de um triciclo, não mais de uma moto. Ao iniciar a pilotagem do triciclo, deve-se adaptar mentalmente à nova realidade estável de equilibrio.

Logo nos primeiros instantes tudo é estranho, os balanços, os movimentos de partida, virar o guidão para a esquerda e direita, esquecer os movimentos do corpo, tudo é novo, e aí começa a readaptação do subconsciente desta vez para pilotar o  triciclo, e, com algum tempo o cérebro começa a eliminar a moto e adotar o triciclo.

Com o passar do tempo, os passeios, as viagens, certamente serão mais descontraídas, pois o triciclo tem suspensão independente, com 110mm de percurso não permitindo trancos na coluna do piloto e garupa, o peso do conjunto triciclo, piloto, garupa e bagagem com volume de porta malas de 126 L não incomodam.

O rendimento de viagem é ótimo, não cansa nada, e, com a experiência de três anos de passeios e viagens, mais de 10.000km percorridos, aprendi mais uma maneira de curtir uma Harley-Davidson com total conforto, descontração e muita segurança. Vamos Viajar!

 

 

 


  • 0
triciclo

TRICICLO HOLLY, TROCANDO O ÓLEO

Você sabe quando trocar o oleo do seu Triciclo ou da sua motocicleta Harley Davidson?

É importante checar de tempos em tempos o nível de óleo do motor, seja da sua motocicleta, ou do seu triciclo, quanto mais antigo o motor, com mais freqüência temos que observar os níveis de óleo. Trocar o óleo no período certo ajuda a prolongar a vida útil do motor.

Apesar do que muitos fazem, a  troca não deve observar somente a quilometragem, mas também o intervalo entre as trocas, que não deve ultrapassar um ano.

Com a função de lubrificar o motor do seu Triciclo, o óleo serve para reduzir ao máximo o atrito interno no motor, logo, a escolha do óleo e a dosagem correta são muito importantes.

A dosagem correta permite que o óleo penetre em todas as partes do motor do seu Triciclo mantendo-o limpo.

Escolher o óleo pode parecer uma tarefa fácil, mas como saber se está fornecendo ao motor do seu Triciclo o óleo ideal, com tantos códigos, nomes e marcas? Entender as especificações do óleo indicado pelo manual e pelo mecânico é essencial.

A Sociedade dos Engenheiros Automotivos dos EUA (SAE) que estabeleceu a classificação de acordo com a viscosidade do óleo.

Quanto maior o número maior a viscosidade, isto é, mais “grosso” é o óleo.

Além do número que ordena o grau de viscosidade entre o mais “fino”, que são os e menor número e o mais“grosso”, que são os de maior numero, a SAE classificou os óleos de acordo com as estações do ano e temperatura ambiente.

Classificando assim óleos de inverno: (W) SAE: 0W, 5W, 10W, 15W, 20W, 25W;

Óleos de verão: SAE: 20, 30, 40, 50, 60.

Para facilitar a nossa vida, criaram os óleos multiviscosos que servem para inverno e verão que são os SAE:  20W40, 20W50, 15W50, 15W40.

Com tantas opções, como escolher o mais adequado para o seu motor do seu triciclo? É fácil, considerando que estamos num país tropical, cujas temperaturas são altas na maior parte do ano o óleo tem que ser grosso para o verão (50) e grosso para o inverno (15 ou 20), logo, indicamos os multiviscosos 20W50 ou 15W50.

Pode-se escolher entre mineral, semi-sintético ou sintético. Os sintéticos, por serem desenvolvidos em laboratório, tem maior estabilidade de viscosidade, enquanto o mineral costuma ter maior variação de viscosidade. O manual da motocicleta indica o tipo de óleo.

Agora que entendemos a classificação dos códigos dos óleos disponíveis no mercado, ficou mais fácil trocar sozinho o óleo do seu triciclo. Basta escolher a sua marca preferida, e não esquecer de trocar o filtro, pois não adianta trocar o óleo e manter o filtro sujo.

Você já checou o nível na vareta, já sabe qual tipo de óleo comprar, sabe que tem que trocar o filtro, porém, não sabe de quantos em quantos km deve fazer a troca.

A Holly Trikes & Windshields indica a troca 8.000km ou anualmente, o que vier primeiro, além de se checar o nível frequentemente. O motor twin cam 1600cc utiliza 3,3 litros de óleo.

Resumindo as informações para troca correta do óleo do seu Triciclo:

Periodicidade: 8000km ou 01 ano

Tipo de óleo: pode se usar o óleo mineral, semi sintético, ou sintético, 20W50 ou 25W50.

Trocar de filtro toda vez que trocar o óleo

Quantos litros: 3,3l para motor 1600cc twin cam.

Curtiu o post? Restou alguma duvida? Escreva-nos, teremos prazer em dividir informações e experiências. Curta nossa página no facebook

www.facebook.com,br/hollytrikes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


  • 0
triciclo no salão moto brasil

TRICICLO HOLLY NO SALÃO MOTO BRASIL

Quer ver de pertinho um TRICICLO Holly Trike?

A hora é agora! 2016 não chegou ainda mas nós da HOLLY TRIKES já preparamos novidades para vocês!

Em Janeiro de 2016 seremos expositores no SALÃO MOTO BRASIL

Orgulhosamente exibiremos um TRICICLO novinho em folha ano/modelo 2014, único triciclo estilo triglide do Brasil. Venha conhecer nosso triciclo,  totalmente  fabricado em território nacional. Quer saber quando será? O Salão Moto Brasil acontecerá do dia 28 a 31 de janeiro de 2016, no RIOCENTRO, RIO DE JANEIRO. Além do nosso incrivel triciclo triglide e das lindissimas máquinas customizadas que estarão expostas serão mais 80 mil apaixonados por motocicletas nestes quatro dias de festa, e tem muito mais! Nesta edição, contará com atrações novas, como bandas, lava-motos, food trucks, concurso de customização, serviço de troca de pneus, test riders, 120 expositores e 150 marcas consagradas no mercado, das quais a HOLLY TRIKES que desde 2008 fabricante de acessórios, nesta edição,  ineditamente apresentará seu mais recente projeto, o Triciclo fabricado a partir da HARLEY DAVIDSON FLHTC Electra Glide Ultra Limited. Venha no Salão Moto Brasil e nos faça uma visitinha, só faltam dois meses, já tem ingressos à venda com descontos para motoclubes.  Estaremos te esperando! Quer mais informações sobre o Salão?   http://salaomotobrasil.com.br/


  • -
triciclo